5 dicas para aumentar o faturamento da sua clínica

Além de oferecer um atendimento qualificado, um gestor de clínica deve entender a importância de garantir o crescimento do negócio. Nesse texto, temos dicas práticas para a gestão financeira da sua clínica. 

  • Estratégia e Foco

O primeiro passo é compreender o conceito de planejamento para saber qual será o foco de suas ações a partir da definição de objetivos e metas tangíveis.

Uma clínica estagnada não irá evoluir se não usar de estratégias para aumentar a rentabilidade.

Ao estruturar um plano, ele deve se tornar um compromisso que envolva toda a equipe. Até mesmo colaboradores que não estejam diretamente envolvidos da gestão da clínica. Mudanças simples de atitudes podem trazer transformações surpreendentes e gerar grandes resultados.

  • Reduza custos

Para entender quais os gastos que podem ser cortados ou minimizados é importante que você tenha um controle rigoroso e claro de todas as despesas da clínica.

Usar ferramentas que trazem esses indicadores, como um software de gestão clínica, pode não apenas facilitar como também acelerar o processo de redução de custos.

Aplicar uma política que priorize a contenção de despesas te deixa atento à possíveis gastos desnecessários e te ajuda a encontrar meios de elaborar melhor esses gastos, ainda que seja de forma gradual.

  • Cuide do relacionamento com os pacientes

Pode parecer óbvio dizer que um bom atendimento é primordial no relacionamento com pacientes e que isso gera bons resultados em clínicas médicas, mas uma das maiores queixas dos pacientes no Brasil é o mal atendimento.

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, instituto de abrangência nacional que ouviu mais de duas mil pessoas, apontou que quase noventa por cento dos brasileiros classificam a saúde, pública ou privada, como péssima, ruim ou regular.

Isso mostra que ainda temos um caminho longo a percorrer no aprimoramento dos atendimentos médicos.

Um profissional da saúde que, além de muito competente, atende as pessoas com muita atenção e cordialidade cativam seus pacientes e geram recorrência, aumentando assim o seu faturamento.

Mantenha contato com seus pacientes, enviando mensagens em datas comemorativas, por exemplo.

Realizar pesquisas de satisfação para ouvir a opinião dos seus pacientes sobre os serviços prestados e deixar um canal aberto ao diálogo também são medidas muito válidas, pois podem te ajudar a detectar falhas que impedem o crescimento da instituição e, assim, te guiar a criar medidas e traçar estratégias rumo a possíveis melhorias da clínica.

  • Separe conta física de jurídica

Essa é a primeira dica que especialistas da área de finanças dão aos profissionais de saúde e vale ser reforçada pois impacta de forma expressiva na gestão financeira da sua clínica.

É necessário definir e separar receita pessoal e receita da clínica.  

A conta pessoal e a empresarial tem funções e limitações distintas e o ideal é que você não use a mesma conta pra gerir os ganhos e os investimentos de cada uma delas. Assim, você não perde o controle e consegue avaliar de onde vem e para onde vão despesas, lucros, etc.

  • A tecnologia como aliada

É muito importância que você se utilize de ferramentas que otimizem seu tempo e facilitem a análise de dados da clínica pra entender se suas movimentações financeiras estão de acordo com seu planejamento.

Um software de gestão clínica centraliza informações em um só lugar, possibilitando acesso fácil e claro a relatórios e gráficos que evidenciam dados importantes a serem analisados para que você tenha uma gestão financeira saudável.

A tecnologia permite que você tenha controle e clareza na administração da sua clínica como um todo, além de otimizar o tempo que você gastaria com atividades manuais como cadastro de pacientes, gerenciamento de agenda, prontuário e até mesmo com o marketing da sua clínica.

A prática da gestão financeira pode parecer uma tarefa complicada, mas se você aplicar essas dicas, com certeza o processo será mais tranquilo e eficiente.

Nos siga nas redes sociais: